D. Ottoni

Nascido em Corinto-MG, 47 anos. Trabalhei exclusivamente com Artes dos 8 aos 28 anos de idade nas seguintes linguagens - Ilustração, retrato artístico, caricatura, história em quadrinhos, desenho, escultura, pintura, aerografia, graffiti e tatuagem. 

 

Sou formado em Artes Plásticas pela UnB - Universidade de Brasília e Policial Militar do Distrito Federal há 19 anos, estou há 10 anos servindo no BPMA - Batalhão de Polícia Militar Ambiental do Distrito Federal, onde atuo no PREALG - Programa de Educação Ambiental Lobo Guará, no projeto Saber Cerrado no PNB - Parque Nacional de Brasília na parceria em educação ambiental entre PMDF + ICMBio + SEEDF + MPDFT que acontece no prédio do CV/NEA - Centro de Visitantes e Núcleo de Educação Ambiental, onde também se localiza a base do PREALG/BPMA/PMDF.

 

Nesta parceria pela Educação Ambiental no DF, com foco no bioma Cerrado, desempenho funções como: 

  • Produção de material gráfico de arte educação ambiental continuada e de apoio (artes, desenhos, diagramação inicial e textos);

  • Palestras ambientais - “A Arte do Graffiti versus O crime ambiental de pichação” aplicada junto aos painéis de graffiti ambiental no CV/NEA/PNB;

  • Oficinas de desenho na Arte Educação Ambiental;

  • Promoção e criação de concursos e exposições de Arte Educação Ambiental

  • Guia de trilhas ecológicas educativas;

  • Apoio aos cursos para educadores ambientais (com público na sua maioria formada por professores de escolas públicas);

  • Apoio aos cursos para apenados que cometeram crimes ambientais enviados pelo MPDFT;

  • Recepção e atendimento a estudantes, pesquisadores, universitários, turistas, funcionários públicos e visitantes do CV/NEA/PNB;

   

Sou também co-autor do projeto “Museu Ambiental Itinerante da PMDF” e do “Museu Ambiental da PMDF” que funcionou de 2016 até 2018 no Parque de Águas Claras no Centro de Referência em Educação Ambiental, no âmbito da parceria pela educação ambiental entre PMDF + IBRAM - Instituto Brasília Ambiental.

 

Ademais, fui palestrante e professor de desenho e graffiti do Programa PNP - "Picasso Não Pichava" da SSP/DF - Secretaria de Segurança Pública do DF, durante 5 anos (entre 2007 e 2012), onde ensinava para crianças e jovens de comunidades carentes do DF (nos núcleos da Ceilândia, Paranoá, Varjão e Itapoã) com vistas a afastá-los do crime e das drogas e apresentar a eles a perspectiva da arte como profissão. No PNP visitei também diversas escolas públicas e particulares desenvolvendo e apresentando a palestra “Graffiti é Arte, Pichação é Crime”. 

     

Por fim, há 15 anos trabalho com Arte Educação Ambiental, inserida na Segurança Pública, utilizando minha arte para colaborar da melhor forma possível com a sociedade, para que hajam dias melhores.

Foto perfil da exposição Graffiti na Arte Educação Ambiental.jpeg