WIX_exposicao-LUANA-MELO (1).jpg
Luana Melo:
Através do Cerrado

Em 2018 iniciou-se os estudos da artista sobre as cores e sua percepção sobre o Cerrado, segundo maior bioma brasileiro, a savana brasileira. Cada obra passou a ser um exercício sobre as cores, as paisagens, as texturas e toda a vida que o bioma poderia oferecer.

 

Com o início da pandemia, em 2020, e a necessidade de isolamento social o trabalho deixou de ser apenas um exercício e tornou-se um meio de experimentar a liberdade. A pintura foi a forma que a artista encontrou para sair do isolamento e, através do cerrado, driblou as restrições físicas que a pandemia impôs.

 

Pintar um bem-te-vi que canta ao amanhecer, uma queda d’água que um dia foi fotografada, a cores magníficas da mudança de estação, as flores esplendorosas de toda primavera ou mesmo as frutas do dia a dia, trouxeram momentos de tranquilidade e esperança de que tudo o que estava acontecendo iria passar e a natureza estava ali para afirmar.

 

A exposição é composta por 27 telas nas técnicas: acrílico sobre tela, óleo sobre tela e aquarela sobre papel e foram executadas, em sua maioria, entre março de 2020 a setembro de 2021.